Total de visualizações de página

sábado, 22 de janeiro de 2011

Capítulo 21: A Viagem – Parte VII (Quando Você Chegar)


Era a coisa mais estranha do mundo para mim, eu nunca estive num quarto com tanto homem. Ainda mais com eles tão despidos.

Em pouco tempo de convivência naquele acampamento eles me fizeram perder a vergonha de tomar banho e trocar de roupa de forma comunitária.

Apesar de por várias vezes eu presenciar a nudez de todos do quarto – E que nudez! – eu descobri que quanto mais próximos nos tornamos de alguém, menos pensamentos eróticos traçamos sobre eles. Descobri já os via como amigos e irmãos. E por mais que os visse saindo do chuveiro, ou coisa assim, nada mudaria meus pensamentos. Era tudo normal. E quando os vemos dessa maneira é como ver um irmão nu: Não somos capazes de sentir desejos.

Acredito que isso me possibilitou me soltar mais e me aproximar mais deles.

Éramos a cada dia uma família... Verdadeiros amigos.

Não se surpreendam com a delicadeza de meus irmãos. Eles têm essa classe oculta em si. Eles conquistam com sorrisos e olhares. Eu mesmo não resisti por muito tempo. Eles investiram muito, podem crer. Mas foi uma viagem que mudou tudo.

E eles me esperaram chegar ao quarto, era meia-noite. Eu acendi as luzes que estavam apagadas por algum motivo que eu não conhecia. Era cedo de mais para eles estarem dormindo. Digo isso, pois passávamos noites em claro conversando... Era verdadeiramente bom... Assim que eu acendi as luzes, eles me deram um susto gritando: Feliz Aniversário!

Nossa, em todos estes anos, eu nunca tinha tido uma festa de aniversário. Meus pais diziam que era coisa boba, mito da sociedade. E nunca perderam seu tempo em me dar aquilo.

Vocês se surpreenderiam se eu confessasse que naquela hora eu chorei?

Bebemos refrigerante e comemos bolo a noite toda. E eles me deram simultaneamente um abraço bem forte... Eu me senti tão feliz, tão próximo, tão presente... tão amado.

David se aproximou de mim e disse:
- Se você deixar você nunca ficará sem festas como esta. Você já não estará mais sozinho. Porque nós estaremos com você. Sempre! Pois quando você chegou ao nosso grupo, a nossa vida mudou. É sempre bom ter pessoas especiais conosco. E este alguém é você Jr.

- Eu não tenho palavras a agradecer. Mas agradeço por tudo. Principalmente por poder fazer parte da vida de vocês e mais ainda, por vocês permitirem ser parte da minha vida! – e eu chorando acrescentei – Obrigado!

E nos abraçamos e consolidamos assim nossa amizade. Na manhã seguinte, acordamos cedinho e fomos pro rio nadar... "Daquele jeito"...rsrsrs

Adorooooooooooo... Ser feliz é questão de pequenos detalhes. Concordam?

Continua...


AVISO ao Leitor:
Nossas postagens a partir de hoje serão fiéis a um dia da semana, portanto TODO SABADÃO terá um novo POST. Conto com a presença de todos vocês.


video


Abraço a todos...


BY ME S2 (S-FCSP)

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Capítulo 20: A Viagem – Parte VI (A Chegada)


E finalmente chegamos bem de manhazinha em nosso destino... Chegamos ao famoso “Acampamento dos Sonhos”.

Ao meu lado estava o Cadu, nos dois bancos ao lado do Cadu estavam sentados David e Adam, atrás destes estavam Paulo e Samuel, e por fim, atrás de nós estavam Cristian e Sebastian.

E assim estávamos no ônibus, os meninos dormiam, eu apenas que acordei e acabei vendo o sitio do acampamento ao longe. Me encostei na janela, esperando o ônibus parar. Deveria ser umas 6hs da manhã, tava meio frio, mas o sol já despertava ao longe.

O lugar era muito bonito e grande. Valeu a longa viagem que fizemos. Era um sonho mesmo.

Eu estava muito “apertado”, logo que o ônibus parou, peguei minha mochila e sai correndo para o banheiro. O cara que recepcionava a todos me disse onde estava o banheiro e eu fui... neste período todos desceram do ônibus e se dirigiram ao salão central, o salão principal do lugar... Onde receberiam mais instruções.

Quando voltei ao ônibus, encontrei o motorista perguntando ao professor de quem era aquela ultima mala deixada para trás. O professor, que era muito apavorado, discutia com ele perguntando se ninguém havia sido esquecido para trás de novo. Então me aproximei, e disse que era minha, e disse que demorei, pois o banheiro era um pouco longe, e ainda acrescentei que só fui ao banheiro, porque alem de estar apertado, estava meio que passando mal. Desculpei-me com todos.

Meu professor após me repreender, me conduziu onde estavam todos os outros meninos e meninas. Ao chegar ao salão, vi que não havia mais cadeiras vagas na frente. Então tive que em acomodar no fundão. O responsável pelo acampamento passava as instruções. Eu até que prestei atenção nelas, mas meus olhos... Este só procurava uma coisa: os meninos que estavam ao meu lado.

Depois de um tempo tomei a consciência que havia me separado e me perdido deles. E me senti triste. E antes que acabasse a palestra de boas-vindas. Ao levantar minha cabeça, que de triste se abaixara, olhei bem à frente... E lá estava ele, como sempre me olhando... Com aquele mesmo olhar de quando o vi pela primeira vez. Carlos Eduardo (o Cadu). Ele me olhava e via que eu estava solitário nos bancos de trás. Ele me deu um leve sorriso e voltou a olhar pra frente. Mas eu não tinha esperança de me juntar a nenhum deles afinal, naquela época, eu era tão tímido que deixava de acreditar na proximidade das pessoas para comigo. Hoje sou diferente, mas naquela época, eu era assim.

E foi assim, num estalo que lembrei quem eles eram, eu já os tinha visto antes mesmo. Eles já quase me atropelaram, eles já tentaram falar comigo numa sorveteria, mas eu estava já saindo e cedi o lugar a eles. Eles viviam topando comigo, mas eu era tonto de mais para perceber a presença deles, acaba os ignorando. Tivemos tantas chances de nos aproximar, e por varias vezes nos desencontramos. Mas eles certamente se lembram de mim. E de como sou um tonto e burro por deixá-los assim. E hoje dei mais uma mancada: separei-me deles. Era a morte pra mim... Acabou a palestra e logo sai da sala. Estava envergonhado.

Todos se dividiam para ficar em quartos com seus amigos. Cada quarto cabia até 08 pessoas. O lugar era grande. Eu por minha vez fiquei sentado ao longe, num toco de árvore, esperando sobrara às pessoas e eu me juntar a elas. Não conhecia ninguém mesmo, não faria tanta diferença com quem eu ficaria.

Então alguém chegou perto de mim e eu nem percebi. Era ele... Cadu. Ele me perguntou o que eu fazia ali, eu disfarcei...  disse que nada, disse que estava descansando. Ele então disse que ele e a turma dele gostariam que eu me juntasse a eles para dividirmos o quarto... E se eu topava. Eu estava vermelho, e ele riu por isso. E eu aceitei. CLARO!!!!!!! Meu coração estava como em fogos de artifício. Ele então seguiu comigo até o quarto.



Ao chegar ao quarto, os meninos já estavam todos lá acomodados, todos se trocando e se preparando para o dia.

Outros tomavam banho e outros se sentavam à cama só de cueca. E assim eles me deram boas vindas.

Logo Samuel veio de cueca me abraçar dizendo que eles estavam felizes por eu estar ali com eles. Eu estava sem fôlego e sem voz... Mas agradeci.

Eram minhas férias só começando. Seria um ótimo acampamento, com certeza, a dúvida era se eu sobreviveria à tamanha tentação: 07 homens lindos dividindo um big quarto comigo...


Continua...




Abraço a todos...



BY ME S2 (S-FCSP)

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Capítulo 19: A Viagem – Parte V (O Significado de uma Aliança)


Estávamos no ônibus e Cadu me perguntou o que significava a aliança que eu carregava pendurada no pescoço...

Eu lhe disse que aquela aliança simbolizava muita coisa na minha vida, mas principalmente Deus, minha família (incluindo aqui meus amigos verdadeiro) e meu amor eterno que haveria de um dia conhecer.

Ele sorriu e a segurou em suas mãos, bem próximo ao meu pescoço.

Não preciso dizer que quando os rostos estão muito próximos, e você está carente e sozinho... A boca seca, o coração dispara e a vontade de beijar aumenta.... Não preciso dizer que os corpos naturalmente se aproximam e tudo acaba num grande beijo “sem querer” ou “por querer”.

Eu adoraria que aquele gatinho tivesse me beijado no escurinho daquele ônibus, mas um de seus amigos o chamou e o clima cessou.

Ele contou aos amigos sobre a aliança, e eles me perguntaram se eu sabia o porque usamos, quando casamos ou estamos noivos, a aliança no quarto dedo da mão.

Eu dei um sorriso, pois era a minha chance de falar com eles.

Então eu lhes contei a história deste costume:

- Os Chineses têm uma linda e convincente explicação para isto. Utilizamos ela no quarto dedos, pois este dedo representa o seu Conjugue. E os demais outras pessoas de sua vida. O polegar, por exemplo, representa seus pais. O indicador representa seus irmãos e irmãs. O dedo médio representa você mesmo...

- Ih, viu só Cadu... É você... Cuzão. Kkkk.

- Para Adam, deixa o Acra contar a história meu... Deixa de graça mano – Advertiu Cadu – Continue Jr.

- Então... como eu ia dizendo... o dedo anelar (o quarto dedo) representa seu parceiro(a) de vida. E o mindinho representa seus filhos.

- Ta, mas de onde eles tiraram isso?

- É uma técnica de junção de mãos e dedos, Cadu. Veja: Primeiro coloque seus polegares frente a frente. Dobre os dedos médios e junte-os. Eles devem apontar pra você, já que eles representam você. Agora abra e junte os dedos restantes e os polegares pelas pontas.

- Sim, continue...

- Agora tente separar os polegares, que representam seus pais. Eles se abrirão facilmente. Isso, porque seus pais não estão destinados a viverem pra sempre com você. Cedo ou tarde eles te deixarão.

- Nossa!!! – Todos exclamaram. Nesta hora os meninos tinham aglomerado em cima de nossas cadeiras para ouvir a história e ver eu fazer a técnica com os dedos.

- Junte os polegares de novo e separe os indicadores. Os quais representa, seus irmãos e irmãs. Eles também se abrirão porque seus irmãos terão suas próprias famílias, e terão que viver suas próprias vidas... Agora junte os indicadores e separe os mindinhos. Que representam seus filhos. Eles se abrirão também. Porque os filhos vão crescer e se casar, e viver por sua conta algum dia... Por ultimo... Junte os mindinhos. E tente separar os dedos anelares. Que representam seus conjugue. Você se surpreendera ao ver que NÃO CONSEGUIRÁ SEPARÁ-LOS. Porque o marido e mulher devem ficar juntos... POR TODA A VIDA!



- Que louco mano... – E todos começaram a falar um com o outro surpresos.

- E por fim a aliança fica do lado esquerdo depois de casados porque é do lado esquerdo é o mais próximo do coração. Outro dia explico oq uew significa amor pra vocês.

- Mas o que é isto, você é uma enciclopédia? Assim vou ter que te consultar todos os dias. – Exclamou Cadu, e eu fui às alturas.... “Me consulta” gritou dentro de mim. Que idiota eu!

Por fim, passamos o resto da noite conversando sobre os casamentos que deram certos ou não em nossas famílias. Eu quase não falei depois desta história. Mas os ouvi atentamente.

Continua...

Assista ao vídeo demonstrando a técnica chinesa dos dedos. É antiguinho, mas a tecnologia recupera tudo hoje.


video

Abraço a todos...



BY ME S2

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Capítulo 18: Retrospectiva 2010/2011


Para você que não viu e gostaria de ver, segue a lista de nosso Posts de 2010 e 2011.

Relembrar é viver!!!

Em 2010:

Capítulo 1 – Um Sonho

Capítulo 2 – Assistindo True Blood

Capítulo 3 – O Gol do Piru

Capítulo 4 – A Encruzilhada

Capítulo 5 – Teenage Dream

Capítulo 6 – A Bronha de Vin Diesel


Capítulo 8 – Mais uma Vez


Capítulo 10 – Eu, Etiqueta







 

 Em 2011:




 

E continue nos visitando e conferindo nossas atualizações.... Gostamos muito da sua visita.

E pedimos que sempre deixe um comentário criticando ou elogiando nossos posts.

Abraço a todos...



BY ME S2

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

domingo, 2 de janeiro de 2011

Capítulo 17: A Viagem – Parte IV (Um copo de Whisky)


Após voltarmos e resgatarmos a Isabela que havia ficado para trás; seguimos viagem a uma estrada que certamente nos colocaria junto aos outros dois ônibus.

Neste tempo pude ouvir várias histórias dos meninos, e suas conversas. Ouvi seus nomes, suas musicas favoritas, seus momentos trash’s...

Não me culpem por ouvi-los, mesmo fingindo não ouvir. Era algo que eu não controlava. Eles me atraiam muito e eu nunca tinha sentido isso antes. Eu queria, eu desejava cada um deles. E ao mesmo tempo tinha medo. Duvido que você nunca tenha sentido isso antes e não tenha prestado atenção a cada detalhe da pessoa em questão... O modo dela sorrir, dela olhar, dela piscar, dela passar a língua nos lábios para umedecê-los, a maneira com que ela passa a mãos pelos cabelos... E no meu caso, desculpem; até o modo que de vez em quando eles apertavam seus membros baixos, meio que coçando. Vocês sabem... Mania de meninos. Adoro!

Ao fundo diversas musicas, incluindo pagodes, eram cantarolados pela “turma do fundão do busão”. E assim o ônibus ia tomando direção.

O celular do motorista toca, a professora nervosa consegue contato. “Nos encontramos!”

- Oi?! – Disse eu.
- Nos encontramos. – Adam repetiu.
- É acho que sim.
- Qual seu nome? – Ele me perguntou sentado ao meu lado e olhando pra mim, com o rostinho virado. Era de noite, estava tudo escuro, mas as luzes da estrada causava a penumbra mais doce e tentadora que eu já tinha visto.
- Meu nome é Samuel, igual ao do seu amigo ali; mas pode me chamar de Junior se quiser.
- Opa dois! kkk – ele sorriu, mas não tirou os olhos de mim – Você conhece ele?
- Não, mas ouvi vocês chamarem ele pelo nome.
- Legal. Bem, meu nome é Adam prazer.

Ele me estendeu a mão e eu apertei. Não preciso dizer que eu não disse mais nada depois disso né. Como eu era um idiota. Ele voltou seu rosto pra frente e tentou dormir um pouco, como seus amigos.

Até paráramos num bar e todos descerem para comer e tomar algo. Não era um restaurante. Era um bar mesmo. Mas era limpinho e servia de tudo.

Eu me sentei num canto lá no fundo. Com o meu Milk-Shake. Solitário como sempre. E fiquei olhando-os a fazerem seus pedidos a atendente do balcão. Eles pegaram o que pediram e saíram a procura de uma mesa para se sentar.

Vi Adam cutucar Samuel e seus amigos para se aproximarem da minha mesa. E sorrindo vieram em minha direção. Adam perguntou-me: Podemos nos sentar junto de você?

Eu concordei, e logo ele apresentou seus amigos. E conversamos coisas bobas, assuntos de viagem. Eu mal falava, mais ouvia do que argumentava.

À mesa estava sentado: Eu (Samuel Jr.), Adam, Samuel, David, Carlos Eduardo (Cadu), Sebastian, Paulo e Cristian.

Cadu brincando pegou o cardápio e perguntou aos demais, tomemos um copo de Whisky? Samuel concordou. E me empurrou um copo que estava vazio sobre a mesa, perguntando se eu estava servido.

Eu os disse que não bebia. Mas segurei o copo.

Ele me olhou, sorriu e pegou o copo da minha mão. Não preciso dizer que para pegar o copo ele teve de tocar em minhas mãos.
Então ele disse-me: “Não se preocupe. Não vamos te obrigar a nada. Continue assim!”

E a musica que tocava no fundo de meus pensamentos (Ver Música), me deixaram atordoado com o momento especial. Minha mesa nunca esteve tão cheia.

Continuamos ali, terminamos nosso lanche. Dei boas risadas com eles. Eles falavam muito, nem perceberam meu silencio. E eu pela primeira vez me senti presente, mesmo em silêncio.
Senti-me acolhido, parte de um grupo... de meninos principalmente.

Sabe, muitos caras ignora-nos porque acha que gay só deve andar com meninas. Esquecem que queremos estar com eles. E estes meninos que estavam a minha frente me fizeram sentir parte deles.

E isso foi importante para mim!

Eles se levantaram e eu também. Nos dirigimos ao ônibus e continuamos a nossa viagem.

Continua...




Abraço a todos


BY ME S2

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

Capítulo 16: A Musica de Meus Pensamentos


Close To Me – Perto de Mim
(Five)

Constantemente garota você está em minha cabeça
Garota penso em você toda hora
E mesmo que as palavras sejam duras de dizer
Garota eu sinto sua falta nunca pensei que ia sentir tanto
Se você continuar em machucar meu coração
Você acabará quebrando-o
Então por que você faz isso comigo
Você sabe como estou me sentindo
É em você que eu acredito
Baby, vocÊ não consegue ver? eu preciso de você
(você sabe que isso é verdade)
toda hora eu vejo seu rosto, eu a sinto
(você sabe que é verdade)
quero que você saiba que você está me pirando
eu que fiz e faço qualquer coisa pra ajudá-la e pra vê-la
acho que você não está entendendo o que
está fazendo comigo
(você sabe que é verdade)
mandei uma oração pedindo para você voltar pra mim
a vida não é nada sozinho, eu não posso vê você?
Você é um anjo em meus olhos
Todo dia você está perto de mim

Não há ninguém quando chamo seu nome
As noites são frias sem sua paixão
mas se eu pudesse faria aparecê-la
estou triste, eu preciso de você comigo aqui

todo dia eu relembro a história de uma amor
que pensamos desfrutar no passado
como nos acostumamos ficar
quando estávamos você e eu
como fizemos tudo desaparecer tão rápido
há dias que eu não posso esquecer
há coisas que agora eu me arrependo
estava lá por você quando você estava lá por mim
tava pensando que estávamos em casa
toda noite quando estou deitado em minha cama
ouço sua voz dando voltas em minha cabeça
penso em todas as coisas que poderia ter feito
todas aquelas coisas poderia ter dito
e eu faria realmente isso por você
sei que agora o que eu consegui fazer
é que você constantemente está em minha mente
garota, penso em você todo o momento
e mesmo que as palavras sejam duras pra dizer
garota, sinto sua falta, nunca pensei senti-la desse jeito.



video
"Dedico esta musica hoje, a pessoa que está em minha vida e faz ela ter sentido!"


Abraço a todos...



BY ME S2

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

Gostou do Post? VOTE e ajude-nos a manter o BLOG no TOP GLS!