Total de visualizações de página

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Histórias GLBT Reais: Boa Noite Genro!


Olá pra todos, me desculpem a ausencia... mas vida de negócios não é facil.

Como prometido irei trazer relatos de pessoas que me escrevem ou que eu acho pela minha vida a fora.

Hoje conheceremos a história de Yago, um pai que descobriu na dor  a importancia que tinha seu filho GAY.

Deixem comentários:

Yago Sales
– Quero apenas a felicidade pai!
– Não aceito um filho gay. Prefiro sua morte a isso.
– Então morrerei – Despediu-se com lágrimas de dor.
            Assim foi o último diálogo que tive com meu filho Felipe. Ele tinha 18 anos quando veio com a história de que estava namorando. Fiquei feliz. Muito mesmo. Mas quando soube que ele trocava caricias com um homem, agi como um cão em fúria. Esgoelei, ofendi e o deixei escapar do meu amor.
            Felipe era muito inteligente. Lia de tudo. Era muito conhecido na cidade por ser caridoso, alegre, gentil. Escrevia e recitava poemas em teatros, escolas. Eu sempre desconfiei o fato de que ele só escrevesse. Não namorava, tampouco participava de jogos de futebol. Isolava-se entre o computador e a escola. Tinha apenas uma amiga, Jane, uma sapatão que vivia de mãos dadas com garotas do bairro.
Às vezes meu Felipe era voluntário na arte de fazer sorrir. Bastava pintar o rosto e colocar um nariz de palhaço e estava pronto para incendiar o hospital de câncer da cidade com gargalhadas. As criancinhas o adoravam. Eu vislumbrava sua felicidade de longe. Achava tudo aquilo estranho para um homem de verdade, mas entreguei-me ao orgulho de tê-lo como filho.
Fabricia, mãe de Felipe, nos deixou quando o garoto estava com cinco aninhos. Ela saia de casa quando escorregou e bateu a cabeça no meio fio. Morreu, após ficar por alguns dias no hospital. Felipe sofreu a perda da mãe de tal forma que escrevera um livro em homenagem a ela – esse jamais saiu dos arquivos do computador.
Os anos iam passando e eu sempre achei estranho o Felipe não ter se dedicado a nada daquilo que os garotões faziam. Embebedar-se, pegar o carro e sair com garotas. Ele sempre estava reservado no quarto escuro e oco. Muitas vezes o disse que seu quarto não fazia jus ao que ele era. O cômodo sempre escuro não transmitia a felicidade daquele bobo alegre. No Ambiente entristecedor, saiam textos tristes e gritantes.
Dia 15 de janeiro, estávamos postos ao jantar. Esmeralda, nossa empregada trazia uma lasanha feita exclusivamente ao Felipe. Aquele era seu prato favorito. Ele me chamou à atenção pelo olhar descontrolado.
– O que foi Felipe?
– Vou te confidenciar uma coisa.
– Pois então fale.
Silêncio.
– Vamos você está me deixando apreensivo Felipe.
Eu já imaginava o que ele me contaria. Minhas mãos minavam um liquido gelado e anunciador do nervosismo. Meu sangue desaparecia, meu coração corroia-se em dor.
Felipe me contou. O desestimulei a viver. Disse que preferiria vê-lo estrebuchado numa longa caixa de madeira envernizada, do que ter um filho agarrado encima do meu sofá com outro homem.
48 horas depois daquela conversa, estávamos eu e toda minha família, seus amigos, e até um garoto bonito e forte com pinta de bicha, deixando o cemitério, e ali, Felipe, ficava ao lado da mãe.
Hoje sinto muito a perda do Felipe. E preferiria dar boa noite todos os dias para meu genro, do que dar um adeus ao meu filho.




Abraço a todos...





BY ME S2 (S-FCSP)

Atenção.... torne-se agora mesmo um seguidor deste blog e fique por dentro de todas as novidades e posts.
Clique Aqui

OBS:
        Se você quer seguir este BLOG e não quer ser identificado e nem quer que ninguém saiba que você segue basta clicar na opção "SEGUIR ANONIMAMENTE".
        Agora, se você não tem problemas em seguir abertamente este BLOG... è só clicar na Opção "SEGUIR PUBLICAMENTE".

42 comentários:

  1. Se você tem uma história pra contar, me envie por email e eu publicarei com sua permissão!

    Se kiser eu não divulgo foto e nem nomes.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por publicar meu texto BOA NOITE GENRO. Ganhei nessa semana um premio com ele.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso, vc escreve bem... e parabéns pelo premio, qual foi?

      Excluir
  3. Prêmio Fica de Literatura. Prêmio Cultura Sesc. Prêmio Emblemático, do Ministério Publico de Goiás. E uns concursos, em categorias de segundo, terceiro e quinto lugar.

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem, um gay a menos no mundo. Se todos pudessem seguir o exemplo desse pai, seria tão bom...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SOU CASADA MÃE DE DOIS FILHOS UM MENINO DE 14 ANS E UMA MENINA DE 7 E NÃO CONCORRDO COM VC ANONIMO POIS JAMAIS QUERO PERDE-LOS.... VC DEVE SER MAIS UM DESSES IDIOTAS PREGADORES DA "MORAL E DOS BONS COSTUMES" E QUE DEVE SER LOUCO PRA SAIR DO ARMARIO... QUE DEUS TENHA MISERICORDIA DA TUA ALMA....ESPERO QUE VOCE NAO TENHA FILHOS....

      Excluir
    2. deica ......ele vai ter um filho gay

      Excluir
    3. cara vc é um retardado ser gay nao é doença é uma escolha nos nao escolhemos por quem sentimos amor nos apenas sentimos seu idiota ipocrito arrongate iginorante

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Os verdadeiros homens não se sentem acuados com um gay ao seu lado, deveria sisentir melhor mais gay mais mulheres pra eles, então penso comigo mesmo o homem que machuca seja de qualquer forma um gay só pode ou ser ignorante com cultura baseada em alicerces de ipocresia, ou não se senti hetero o suficiente. Por igualdade todos querem, mas quando é cobrado ninguém dar. Não quero que você se sinta ofendido, quero que se ponda em nosso lugar e pense como seria você se apaixonado por um garoto ou garota se você for mulher!
      Pense e reflita.

      Excluir
    6. Vc é um ipocrita ignorante q se apaixonou por alguem do mesmo sexo e tem medo de ser chamadode GAYYYYYYYYYYY. VC É UM GAY, OU PIOR VC É UMA BICHA MA DE QUINTA CATEGORIA.

      Excluir
  5. Não concordo com o Anonimo ai em cim,se esse pai sente falta de seu filho que simplesmente queria ser feliz quem dira você?o homossexualismo não é doença qualquer um de nos pode ter um filho gay,meus pais tem um,eu,eu não posso contar a eles meu pai morreu a 5 anos e eu nunca pude ao menos dizer que o amava,se eu contar isso a minha mãe ela simplesmente não aguentara ja planejei o que vou fazer,quando encontrar um namorado irei partir mas deixarei uma carta a minha mãe,dizendo o quanto a amo direi coisas que nunca tive coragem a ela e a minha familia,so quero ser feliz e onde estou não é possivel,todos os meus amigos acham que sou hetero so alguns amigos virtuais sabem da minha sexualidade sempre fui admirado no colegio pelas meninas sou otimo nos desenhos poemas não sou bom em esportes mas adoro pedalar e correr tenho um corpo bom pra minha idade ninguem suspeitaria de que sou gay achariam que sou um cavalheiro mas gay nunca e descobri que era gay apos me interessar em uns amigo eu achava que era errado e nunca aprovei hoje sei que sou "normal" e que sou um homem comum tenho 15 anos e ja sou tratado como adulto e nunca pude ter minha infancia,so quem sabe a dor de não poder ser você mesmo são nos que somos "anormais" coisas que a sociedade rejeita por achar que é errado não sou nada alem de um homem que se interessa por outros e não ha nada de errado nisso errado é fingir ser uma coisa que não é pra aggradar a sociedade no dia que eu puder ser eu mesmo sem ser desumanizado ja que essa sociedade não sabe acolher um semelhante com uma escolha diferente e o ser humano ainda se diz o ser mais inteligente da terra mas nem conseguem aceitar uma diferença sexual....
    Assinado:ANDREW

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você ANDREW, homossexualidade não é doença... doença é o preconceito que é um virus que cega e nos conrrompe por dentro... e nos deixa ignorantes a vida. Eu não deletei os comentários deste anonimo (pois são varios comentarios) porque gostaria de ouvir se as pessoas pensam como ele ou não...eu gostaria que as pessoas utilizassem este espaço para defender o homossexualismo como vc fez. Se nos calamos, concentimos!

      E no proximo capitulo vou falar sobre assumir pra familia, achopq vc deveria ler! abração

      Excluir
    2. http://diariodeumgay2010.blogspot.com.br/2013/04/capitulo-95-carta-de-um-gay-para-sua.html

      Excluir
  6. é uma história q tds deveriam ler...minha mãe já disse várias vezes q preferia me ver morta doq com uma mulher. Agora eu e minha mãe estamos meio q distantes uma da outra, ñ gosto de ficar conversando com ella pois td vez ella dispara piadas sobre minha namorada, nem sei como vou dizer q vou casar em junho... + eu ñ posso viver a vida della se ñ serei infeliz o resto da vida.
    enquanto ao preconceituoso ai de cima: O PRECONCEITO PODE CEGAR + Ñ DEIXA SURDO, QUEM COSPE PRO ALTO CAI NA CARA, NUNCA SE ESQUEÇA QUE COM A MESMA INTENSIDADE QUE VC JULGA UM DIA SERÁ CONDENADO, SEU FILHO OU FILHA QUEM SABE? OU ATÉ MESMO VC EM UM MOMENTO DE CARENCIA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://diariodeumgay2010.blogspot.com.br/2013/04/capitulo-95-carta-de-um-gay-para-sua.html

      Excluir
  7. uma historia muito boa + muitm triste!

    ResponderExcluir
  8. quem tiver historias e queiram compartilhar, é só me mandar um e-mail contando-a. garanto não revelar nomes caso não queiram. nosso blog é de total seriedade.

    ResponderExcluir
  9. Texto maravilhoso, achei fantástico e muito triste :/

    ResponderExcluir
  10. Eu sei , esse não é seu e-mail, mais vou contar minha história por aqui.
    Bem, era um dia qualquer... quem estou enganando era eleição. hahah
    Claro no interior do Maranhão politica sempre mexe com a cidade inteira, sempre me divertia muito com meus amigos.. aé sou bi.
    Estava com meus amigos na porta de casa todos riamos e sabíamos que nossa candidato ia vencer. haha . Bem ... tudo normal e como de costume.. porém vi um cara sair de um carro .. tava de óculos como só m de meus amigos sabia sobre mim, mostrei pra ele discretamente... ele era lindo, eu ria, por que sabia que ele nunca olharia pra mim... demorou pouco falando no celular entrou no carro, e sumiu na rua. :(
    E como dito eu estava certo, nosso candidato venceu ( não me julguem por conta da politica , haha eu gosto da folia) então houve uma passeata de comemoração. Eu tava mais meu amigo na moto, como minha mãe era professora eu era um da frente na folia, mais quando olhei pro lado quem tava lá ? Isso ele , o mesmo do de óculos, como eu sou um anta pra perceber as coisas, quem me mostrou foi paulim meu amigo, ele parecia olhar pra mim com um sorriso lindo no rosto , mais eu tentava convencer a mim mesmo que nao era pra mim, mais daí ele me chamou ... isso me chamou discretamente, eu não pensei direito, e meu amigo me atiçava muito, então sai feito um louco pra esquina em que ele tava , fui pra um lugar mais a cima discreto, e ele veio atras com um carro, eu não acredita ..mais tbm como ia acreditar? mais meu amigo me envergonhava , haha riamos, enfim.. ele chegou .. disse o nome : Flavio , Flávio, eu disse o meu Alexandre.. ele pegou meu numero , então marcamos de nos vermo um pouco mais tarde , por que claro eu tava suado das folias e muito feio, haha .. banhei e meu amigo foi me deixar quase saindo da cidade pra ninguem ver, entrei no carro com ele, ele era apaixonante, fomos pra um motel, haha o engraçado e que sempre que sempre que iamos a moteis, eu ia pro banco de traz e ficava deitado pra ninguem me ver. Quando estavamos lá... conversamos muito, não acreditava no que ele falava , ele dizia que tava naquela cidade do interior do maranhão há trabalho pra uma empresa, e que já estava há pelo menos 1 ano na cidade, eu me assustei e pensei comigo msm" como eu não tinha o visto antes ?" , eu não morava mais na cidade, eu haia me mudado pra Teresina - PI , e sempre que eu podia ia para a cidade , ele havia me dito que sempre me observava e dizia: nossa que garoto lindo, por que ele não olha pra mim ? sera que ele curte? eu passo tão de vagar mais ele não olha , já até desci do carro farçando falar no celular mais ele não me olhou. E mal sabia ele que eu tinha visto ele falando no celular, então eu estava muito feliz por ouvir aquilo, não acreditava no que estava acontecendo, transamos, foi otimo( tem detalhes que acho melhor não contar , não quero que confundam minha historia com conto erótico haha ) todavia, eu tinha que voltar pra Teresina no outro dia, eu estava triste :( quem não estaria né msm ? eu fui , claro eu tinha o nome dele, procurei pelo face achei, então passou-se os meses, eu estava kd vez mais frequente pela cidade, e nos encontrava-mos como amigos para o povo, ele adorava carinho e eu amava isso.

    ResponderExcluir
  11. Cont... Só que alguns problemas surgiram. Um certo dia marcamos de nos encontrar ele ficou me esperando com o carro, mais eu não fui . Ele se sentiu humilhado, e kd vez mais surgiam contratempos, até um certo momento eu me perguntei se eu realmente gostava dele , então eu pedi um tempo, ele disse pra mim não parar de falar com ele. Eu fiz o contrário, tratei ele como inexistente, por pelo menos 2 meses, mais meu coração gritava , meu amigo falava pra mim voltar a falar com ele, meu amigo falava que ele sempre comentava sobre mim, eu demorei pra falar, mais daí decidi pedir pra nos encontrarmos, então eu fui, entrei no carro, ele tava sem o sorriso que me alegrava sempre, cara franzida, meu acarretado de trabalho, então fomos a uma lanchonete ele precisava encomendar uns sorvetes para empresa, então conversamos sobre meu sumiço, eu disse que o amava e que queria ele de volta, mais o que ele disse? Ele- vc sumiu, muito tempo passou, eu não posso simplismente dizer pra voltarmos tenho que pensar, vc me machucou muito, eu te jurei amor eterno,( a cada palavra meu coração sangrava , ele tava certo eu tinha feito aquilo tudo , fui cruel, ele não me merece, ele precisa de alguem melhor ) então os sorvetes chegaram, entrei no carro, depois de ajudar a por a mercadoria dentro. e foi me deixar em casa, assim que cheguei em casa, fui pra cama chorei muito ( ao so de The One That Got Away ) mais no outro dia bem cedo, uma mensagem: "amor eu te amo muito muito , não quero te perder, vamos voltar, vc é meu eu sou teu, e como no começo, eu te dizia; eu te amo mais que o mundo mundial, e eu te perguntava o quando vc me ama, e vc respondia : 3 metro acima do céu. Então sesa meu." Eu pulava de alegria, eramos muito discreto , parte que eu não contei, ele tinha 39 anos, parecia ter 25, eu tinha 18, ele falava que eu era o velho da relação , e eu que ele era a criança, ele tava certo eu era chato cabeça era toda metódica, ele não,e ele era um crianção, ele é baiano, amava o sotaque dele quando dizia : " amr, eu te amo viu, mais eu o mundo mundial ".
    Passou-se o tempo, e ele sempre que podia ia pra Salvador ver a família, ele tinha comprado passagem pra mim, ele queria me apresentar a todos por lá, porém dois meses antes da viagem, fiquei sabendo que o contrato da empresa que ele trabalhava havia acabado e que a empresa iria voltar pra Salvador, eu fiquei muito triste com a noticia, não tanto com a noticia mais com a forma que foi contada, ele foi pra casa, sumiu, eu sempre perguntava : " vc vai voltar né.? ele dizia que sim, mais eu sabia que não , ele falava "amor não me esquece", mais eu já tava esquecendo, daí ele decidiu me contar que não voltaria mais, até então eu não sabia disso, eu fiquei acabado, sem chão. ( por que ele não me contou antes de viajar ? por que ele fez isso comigo ? ) Me ligou e por telefone eu disse que não iria esperar e que tava tudo acabado. Ele me xingou , disse que me odiava, eu sempre muito frio. Mais eu sabia que ele xingava e dizia que me odiava por que isso era o contrario . Porém com o tempo voltamos a nos falar, e claro nunca nos esquecemos, ele em Salvador e eu em Teresina, porém o destino não decidiu ainda parear nossos caminhos, e então seguimos como amigos, ele diz que nunca achou ninguem e que o amor da vida dele sou eu , eu digo o msm. E essa é minha história com amor maior que o mundo mundial, e 3 metros acima do céu. que infelizmente despencou, que se reergueu e que seguiu, eu ainda o amo muito e sei tbm que ele me ama. E foi assim que uma eleição de 8 de outubro se tornou o dia que me fez gostar de politica, hahah . ( aaaa sim, a passagem? sim fomos pra recife, passeamos e teve muita historia por lá, mais não vou me estender demais ) Bom Dia, e obrigado nunca havia compartilhado minha história com ninguem. Ass: Alexandre

    ResponderExcluir
  12. bom sou um garoto de 14 anos meus pais nao sabem da minha orientaçao sexual(gay) pois tenho medo da reaçao deles.
    estou completamente apixonado pelo meu melhor amigo que é hetero mas ele é daquele tipo que deixa bem claro que é homem msm nao sei o q fazer estou desesperado.
    OBS:ele nao sabe que sou gay

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bem me manda seu contato por e-mail que trocamos uma idéia, mas logo teremos um post sobre este assunto.

      Excluir
    2. Que furada em, acho q nao tem pior coisa. Mas tem um lado bom, se ele te aceitar tranquilp mas se nao, a amizade vai embora

      Excluir
  13. Eu penso seriamente em me suicidar, sou gay e estou extremamente apaixonado por meu melhor amigo de 18 anos (a mesma idade minha), só que ele é casado, ele sabe que sou gay, somente ele sabe mais ninguém, mesmo assim ele deixa claro sinais de interesse por mim (chegou a dizer pra mim que se casou por casar). Mas e agora fazer o quê???
    minha mãe é evangélica e sempre deixa claro que isso é coisa do demônio, e eu não sei mais o que fazer, planejo não viver muito com uma tristeza tão grande.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiramente tente se acalmar, isso não é fim. Eu já tive meus 18 anos igual a você e sei como nessa idade, sempre o tempo prece curto, parece que nada mais tem solução. mas depois que você envelhece, muita coisa passa, inclusive o medo de se assumir. Não falo assumir pro mundo, mas para o seu coração... assumir pra si mesmo quem você é ou escolheu ser. Sim é possível escolhermos quem somos, mas tb requer luta, principalmente se hoje formos algo diferente. Quando você se aceitar de verdade, la dentro de você, não será a sua mãe, padre, pastor, ninguém que te dirá que ser ou o que fazer... É vc quem tem que se aceitar... e não as pessoas. é difícil, mas não é impossível...Ser gay não te leva ao inferno, nem é coisa do mal, pois vc é criatura divida, se assumir como um erro é afirmar que deus é tão incapacitado que erra ate na criação de sua criatura... Pecado é tirar a própria vida, dom de Deus... Não se mate, a vida é curta e vc logo se dará conta que tudo passa. eE que no final tudo fica bem. Aprendi com meus erros e ate com minhas perdas que quando uma coisa tem q ser sua ela vai ser mesmo que demore o tempo que for. Se ele for pra ser seu, ele será... então saiba esperara o momento dele também. E se ele n for seu, Deus há de te dar outro. Porque Deus, é Deus de todos não só dos héteros... e ele cuida de vc, assim como peço pra que ele neste momento toque no seu coração, nas suas carências, nos seus anseios, duvidas, medos e aflições. dando-te alivio e paz. e te fazendo sentir amado, pois o único amor que vale a pena se dar como holocausto é o de Deus. que nunca passa. Depois me da seu skype que tcmos e conversamos reservadamente ok? Mas acalma tua alma, espera no Senhor e veras um milagre em tua vida. Bote tudo nas mãos de Deus!

      Excluir
  14. Você é um modelo nao so para os gays e tals pra todos! Ajuda as pessoas vive sua vida e comartilha ela com amigos,.ama seus namorados... Cara vc eh d+ deve ser por isso q sua vida ehlinda com problemas mas aventuras e bons momentos... Em uma semana li seu blog inteiro, tenho orgulho de ser como vc (G) Obrigado e continue fazendo sso :)!

    ResponderExcluir
  15. Obrigado, viver e contar a nossa historia nunca é facil! Quando sair o livro, ele é mais completo, espero q goste também!

    ResponderExcluir
  16. e clica no selo do TOP blog e peça pro seus amigos votarem la tb pra nós sermos o primeiro blog gay a ganhar este premio. VLw

    ResponderExcluir
  17. Apresentação
    Muitas vezes o ultimo recurso para espantar a solidão é escrever. E é nesses momentos que faz presente o poder das palavras de uma escrita. A emoção de poetizar a vida vem do sofrimento e do sentimento que todo ser humano tem quando idealiza o ser amado. Geralmente flui quando amamos, das desilusões, das paixões que ocorrem neste meio tempo.
    Precisamos aprender a escutar mais. Faz bem ao espírito e reanima a alma. Haveria mais compreensão e amor entre os homens se nós escutássemos mais. Que bom seria se a poesia contássemos só de amores, de como é bom ser amado. É através da leitura que viajamos para o mundo das alegrias e fantasias, os maus pensamentos, o sofrimento e a angustia são repelidos e a nossa vida é harmonizada. A vida só faz sentido quando resolvemos algo que nos faz felizes, penso que não existe amor verdadeiro, isto é, quando idealizamos e idolatramos o ser amado, o amor não é verdadeiro, pois o amor é doasse, é se entrega por inteiro. Porem é preciso entender e sentir as palavras escritas. Recita-las simplesmente não traz benefícios algum. No momento da leitura o pensamento deve estar voltado para a história escrita ou momento de ênfase, cuja, o contexto se passa.
    Experimente, dedicasse a escrita e pratica da leitura, há uma emoção poeticamente significativa para eterniza basicamente dramas, relações, a vida ganha uma nova dimensão, nossos medos e inseguranças são dissolvidos com a pratica da leitura e escrita. O coração se abre para que possamos compreender tudo e todos. A sabedoria é uma qualidade pura do nosso espírito que se manifesta inspirado na ação amorosa.

    ResponderExcluir
  18. Triste! Leio essas histórias e percebo como a vida é complicada,os pais já carregam uma bagagem de preconceitos e no intuito de ajudar acabam fazendo da vida dos filhos um inferno.
    Aos 12 anos eu ouvi uma conversa do meu pai(morreu quando eu tinha 13) conversando com um vizinho sobre ter um filho gay,quando ouvi a seguinte frase:Prefiro ter um filho bandido ou morto do que um filho viado.Eu nunca dei motivo para acharem que eu fosse,mas desde os 7 anos(Eu acho) eu já sabia que tinha algo diferente,depois que eu ouvi a tal conversa minha cabeça se tornou um inferno que só eu sabia que existia,a ansiedade começou a imperar em minha vida, comecei a ter medo do dia em que iam descobrir,era medo de perceberem meus olhares e etc.. Foi ai que me fechei,aos 13,14 anos já não saia de casa com tanta frequência,me tornei uma adolescente grosso,engordei,só vivia no meu mundinho,me afastei dos amigos, e fui tentando sair dessa fossa.
    Aos 22 resolvi mudar, pois já não aguentava mais ficar sozinho, precisava de amigos, de namoros,arrumei um namorado bacana,mas já estava naquela vibe de não ligar para que os outros pensam e eu estava naquela de fingir o que não era,cheguei ao ponto de fingir que nem o conhecia.
    Acabei me enterrando no mundinho novamente, de vez em quando conheço alguém que vale a pena na intenção de viver, mas sempre me vem aquela maldita frase do meu BENDITO PAI: Prefiro um filho bandido , morto do que viado, e hoje já estou com 28 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha eu sei o que sente, quando sai o livro vc entenderá o porque.... mas creio no fim tudo da certo. Mas n se feche ok? que tal fazermos um exercício que fiz uma vez, foi libertador. Escreva num papel, mesmo que resumidinho sua historia , se quiser posso ate publica-la aki, troco seu nome se preferi. Mas faça vera que é algo libertador!

      Excluir
  19. só o fato de poder conversar mesmo que virtualmente, já tive um certo alivio... Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  20. Amei a história, que sirva de exemplo a não acontecer novamente.
    poderia ter um final feliz, de um amor puro e verdadeiro.
    ser gay é ser diferente, é ser normal, ver as coisas de outro ângulo.
    Sou gay, tenho 20 anos, contei logo cedo aos meus pais. E hoje eles aceitam numa boa meu namorado.

    ResponderExcluir
  21. Se ser gay é uma doença, o uqe é ser hetero?
    Somos todos iguais. Jamais julgue a sexualidade de uma pessoa se vx nao quer ser julgado pelo seu carater.
    A Sociedade deveria aceitar quaisquer tipo de amor, idependente de homem com home ou mulher como mulher, se há amor qul o problema? Deus nos fez para amar independentemente da forma.
    Porem vivemos em um mundo em que o preconceito vence ate hoje.

    ResponderExcluir
  22. Sou gay mas nao assumido a sociedade minha mae sabe mas prefere que eu oculta meu homoxessualidade

    ResponderExcluir
  23. Ser gay é o karma mais difícil de assumir no mundo.
    Por motivos pessoais, familiares, pela dificuldade de viver com esse estigma na sociedade. Tudo. Sou gay, e me apaixonei por um garotão lindo, também gostava de mim, mas sou gay e ele quer filhos e tem família. Porra de vida difícil.

    ResponderExcluir
  24. Sempre gostei de homens, mas tb sempre tive uma forte atração por mulheres. Me apaixonei diversas vezes, mas sempre por homens, com as mulheres só tinha um "lance", não verdade nunca quis me declarar bissexual ou lésbica por medo do preconceito. Hoje me deparo apaixonada por uma mulher e distante de homens, mas ainda sim tenho medo do preconceito, principalmente da minha família. Ja tentei conversar sobre esse assunto diversas vezes com a minha mãe, mas ela nunca me dá uma chance de falar o que eu sinto, quando estou quase revelando meu sentimento, diz que homem foi feito pra ficar com mulher e mulher para o homem e diz que preferi morrer ao ter um filho(a) homossexual. E eu só queria por viver essa paixão sem preconceito!

    ResponderExcluir

Gostou do Post? VOTE e ajude-nos a manter o BLOG no TOP GLS!